Enquanto o Porco Flutuava Lá em Cima

Enquanto o porco flutuava lá em cima, os porcos se deleitavam cá em baixo. Enquanto a porca torcia o rabo Jesus olhava tudo e ria como uma criança. Enquanto o cheiro de grama molhada subia aos narizes distraídos as ondas sonoras espancavam cada músculo, cada timbre, cada corda que servia pra separar ainda mais o que nascera separado e vivera separado. Há duas coisas realmente importantes na vida, uma eu não sei o que é e a outra eu não vou falar. Os dias surgem numa sucessão cíclica, íntegra, e escrever é apenas ratificar o que outrora foi dito, é por isso que escrever tudo é tão detestável. Detestável é atingir setenta e cinco por cento dos seus objetivos e ainda sim permanecer incomunicável pelos vinte e cinco por cento que faltam. Detestável é descobrir que não há vitórias, apenas acumulação de dispêndios, de tristezas.

Um ideal. A vida se resume a um ideal. E em noventa e nove por cento das vezes esse ideal está completamente equivocado. Vamos deixar tudo bem claro, afinal de contas eu sou guilhermista, sou direto, sou sincero e sou honesto. Sou o caralho! Sou detestável.

30/08/2007
Anúncios

Sobre drepo

Pedro Lacerda, filho de Robson Lopes e Marivalda Lacerda, do Vale do Jequitinhonha.
Esse post foi publicado em Texto e marcado , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s