Sono e Abstinência

A grande questão, de verdade, não se trata da resposta. A resposta é o que você respira, é o que você olha. O grande problema é a pergunta. Perguntas que levam a outras respostas que não a nossa realidade não são perguntas bem feitas, é por isso que o “e se” só traz tristeza. A resposta a essa pergunta nunca vai ser verdadeira. Tudo o que nós temos é a resposta mas nós nunca a entendemos, se entendêssemos saberíamos as perguntas, haveria uma ciência que estudaria o presente, não uma ciência que estuda o passado. As perguntas são o grande dilema, ainda hoje eu não consegui formular uma pergunta que case com a minha realidade e faça com que as coisas façam sentido, talvez sequer exista tal coisa, respostas são pragmáticas, únicas, as perguntas são subjetivas e fundamentais, só existem perguntas por que existiu uma resposta antes. No nosso papel ridículo de respostas atrás de perguntas acabamos olhando pra vida tentando entende-la, quando na verdade nós precisamos usar a vida pra tentar entender o nosso sentido, entender quando as coisas se encaixam, se completam e tudo realmente faz sentido. Enquanto a maioria das pessoas acha que Deus tem uma Solução Final pro mundo, pra mim, o que mais faz sentido é parar de procurar por perguntas no fim das contas, as respostas são o que fazem a gente sorrir, chorar e gozar de vez em quando, a pergunta é o que nos deixa louco.

Anúncios

Sobre drepo

Pedro Lacerda, filho de Robson Lopes e Marivalda Lacerda, do Vale do Jequitinhonha.
Esse post foi publicado em Texto e marcado , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s