Mistério do Planeta – Novos Baianos

 

Eu amo a Bahia, o Rio, Minas e a Inglaterra. Mas moro em Guarulhos.

Anúncios

Sobre drepo

Pedro Lacerda, filho de Robson Lopes e Marivalda Lacerda, do Vale do Jequitinhonha.
Esse post foi publicado em Som. Bookmark o link permanente.

5 respostas para Mistério do Planeta – Novos Baianos

  1. Isabel disse:

    Você não se pergunta o que está fazendo aqui? Eu fico me perguntando isso o tempo todo…

  2. Eu me pergunto sim, e a resposta é sempre “faculdade”. depois disso eu me mudaria fácil pra, sei lá, Manaus? mas acho que o meu principal problemas não é onde estar, mas sim o que fazer onde eu estiver. Nunca achei uma resposta convincente pra isso.

  3. Isabel disse:

    Eu tenho várias desculpas bobas e respostas vagas pra estar aqui, e também para o que estou fazendo aqui. Todas são inúteis no final. No fundo eu sei que poderia fazer o que quisesse, dentro ou fora dos limites legais, mas me impeço e sou impedida, nem sei pelo que, regras sociais talvez. É engraçado essa coisa da liberdade. A gente sabe que tem, mas sabe que não pode usar plenamente. Aproposito, Manaus é uma cidade tão linda..

  4. Regras sociais. Diria regras morais-sociais. A gente nunca coloca regras na nossa cabeça, os outros é que colocam, e só podemos torcer, depois de muito tempo, pra que essas regras não sejam muito impeditivas… Liberdade é uma coisa que só compreendemos quando perdemos, infelizmente eu nunca perdi, mas queria muito ter pensamentos libertários na Noruega, seria uma experiência, sei lá, libertadora?
    E Manaus, é legal? recebi um convite pra ir pra lá…

  5. Isabel disse:

    De fato são regras, seja lá de qual tipo, tão intrincadas dentro de nossas próprias cabeças, colocadas por outros mas alimentadas por nós, que parece que a gente nunca se desprende delas, ou quando isso acontece é carregado de culpa, não que elas sejam ruins de todo modo, mas são impostas e aceitas sem maiores perguntas sobre seus reais significados nos valores principais, os que regem as ações de um modo maior. Mas acho que uma hora a gente se liberta, vive as nossas próprias regras, ou melhor, regra nenhuma. Mas não sei se isso é realmente bom… Eu não sei de muitas coisas afinal (:
    Manaus é bem bonita, as imediações também. O Teatro Amazonas é lindo! Vale a pena conhecer…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s