14 de Outubro

Tenho certeza que ao invés de 45 ela queria ter 13, mas assim como a política, a vida nem sempre é justa, mas o fato de ser injusta não impede as pessoas aprenderem a jogar sob as suas égides, basicamente construídas sobre a moral cristã que nos impede de fazer um monte de coisas, coisas que nem sempre gostaríamos, mas que com certeza seriam as certas. Minha mãe soube seguir na vida, independente de suas égides, de suas imposições e de suas condições, com elegância, beleza e destreza impares, nem sempre sendo o que quer, mas sempre querendo as melhores coisas possíveis. E eu, como filho, tento por vezes argumentar, contradizer e até cooptar uma independência psicológica inexistente, mas o que discutir com alguém que tem 22 anos a mais que eu de experiência na Terra? Não há o que dizer, só me sentar, escutar e por vezes levantar a mão em caso de dúvida, e por mais que eu coloque a culpa em morais hipócritas, consequências históricas ou geográficas, minha mãe nem sequer se dá ao trabalho de pensar em alguma culpa, isso por que a filosofia dela não é a de que ela tem um ano a menos de vida, mas o de que ela viveu mais um ano!

13102011727

Anúncios

Sobre drepo

Pedro Lacerda, filho de Robson Lopes e Marivalda Lacerda, do Vale do Jequitinhonha.
Esse post foi publicado em Intervalo e marcado , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s