Pré-produção 4

Até o presente momento o curta se tratava de uma comédia deslavada sobre como fazer uma música ruim e ter sucesso, a comédia permanece mas agora ela é pano de fundo pra uma história um pouco mais profunda, trata-se de uma pequena análise sobre a intensidade com a qual nos dedicamos a algo que na verdade não faz sentido algum, é algo raso, e por isso, mesmo sendo inexorável que o fim será desastroso, nós insistimos naquilo. O filme será sobre essa tentativa de sustentar uma banda e um sucesso fictício e impossível na vida real sobre o alicerce de uma música ridícula. Eu espero que agora com esse novo rumo eu possa me concentrar em escrever, que é o que tá faltando no roteiro e sobrando aqui.

Decidi também dedicar o filme pra Ariana, afinal de contas ela me fez ver o mundo como ele é. Aliás, sobre a Ariana, esse negócio de que nós devemos encarar as dificuldades como oportunidade, sempre achei isso uma grande besteira, eu prefiro nunca passar por dificuldade alguma, mas se passar, eu prefiro ficar deprimido, beber, tomar Dramin pra dormir logo, etc. São casos isolados, esse é só um estudo de como o amor se transforma em raiva, pura e visceral. 

Anúncios

Sobre drepo

Pedro Lacerda, filho de Robson Lopes e Marivalda Lacerda, do Vale do Jequitinhonha.
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s